Marcus Rashford

Child Food Poverty Task Force, Manchester, Reino Unido

img

img Child Food Poverty Task Force img Manchester, Reino Unido

Antes de ganhar fama e fortuna em campo, o astro do futebol Marcus Rashford enfrentou uma infância pobre, vendo sua mãe tendo que manter vários empregos para sustentar a família. Havia noites em que ela não comia para permitir que o futuro jogador de futebol e seus quatro irmãos se alimentassem. Então, quando Marcus viu outras pessoas passando por dificuldades durante a pandemia global, o milionário atacante do Manchester United se preparou para marcar um outro tipo de gol: alimentar crianças com fome.

“Nenhuma criança no Reino Unido deveria ir para a cama com fome”, disse Marcus. “Seja qual for seu sentimento, opinião ou julgamento: a fome nunca é culpa da criança. Vamos proteger nossos jovens. Vamos nos abraçar e nos unir para dizer que isso é inaceitável, que estamos unidos para a proteção de nossos filhos. Juntos, podemos acabar com este problema”.

Seu projeto — realizado sob a bandeira da organização sem fins lucrativos (e hashtag) #EndChildFoodPoverty — deu origem a um chamado urgente à ação a governos e instituições de caridade no Reino Unido, e ao mesmo tempo deu visibilidade às famílias que enfrentam a insegurança alimentar.

O impacto social positivo foi imediato. Ele convenceu duas vezes o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, a estender os benefícios das refeições às famílias durante a crise da COVID. E o próprio Boris Johnson declarou que Marcus foi mais eficaz do que o líder do Partido Trabalhista em responsabilizar os líderes políticos. Marcus também liderou uma campanha de doação para o FareShare, permitindo que a organização guarda-chuva de 18 instituições de caridade alimentar independentes do Reino Unido distribuísse o equivalente a 21 milhões de refeições para crianças e famílias.

Para manter a consciência além da pandemia, Marcus formou a Força-Tarefa para Pobreza Alimentar Infantil (Child Food Poverty Task Force), recrutando marcas globais como Aldi, Chartwells, Nestlé, McDonald’s e Kellogg’s para se juntar ao grupo. Ele também está trabalhando com líderes de negócios, educação e saúde no Reino Unido como parte dos esforços da Food Foundation para eliminar a insegurança alimentar por meio de mudanças nas políticas públicas.

Marcus até foi para a cozinha, formando uma parceria com o famoso chef Tom Kerridge para lançar um projeto chamado Full Time Meals. A série de 52 receitas fáceis de preparar foi projetada para ensinar as famílias a prepararem refeições saudáveis e acessíveis. Uma nova receita é lançada a cada semana em vídeo na plataforma IGTV do Instagram, com uma demonstração de Kerridge, seguida por Marcus ou outros convidados que preparam a refeição eles mesmos. A primeira tentativa de Marcus, um frango frito satay, rendeu um beijo do chef do jogador de futebol: uma nota de 7,5 em 10.

21 milhões

Número de refeições viabilizadas por meio de uma campanha de doações para o FareShare

2,3 milhões

Número de crianças do Reino Unido que vivem em lares onde nem sempre há comida suficiente

Fonte: Food Foundation

This material has been reproduced with the permission of the copyright owner. Unauthorized reproduction of this material is strictly prohibited. For permission to reproduce this material, please contact PMI.

Advertisement

Advertisement

Related Content

Advertisement