Perlmutter: Por mapear o universo na velocidade da luz — e isso é apenas para começar

2021 MIP #12

 

12

O projeto quer construir o que foi anunciado como o supercomputador de inteligência artificial mais rápido do mundo, lançado em maio. E já está cumprindo uma de suas primeiras atribuições: o ultrarrápido Perlmutter está ajudando a criar um mapa 3D do universo visível — os 11 bilhões de anos-luz dele —, processando dados do Instrumento Espectroscópico de Energia Escura (Dark Energy Spectroscopic Instrument, DESI), um tipo de câmera cósmica que pode capturar até 5.000 galáxias em uma única exposição.

A preparação desse tipo de dados normalmente levaria semanas ou meses em sistemas anteriores. Mas o Perlmutter, que processa números com a matemática de precisão mista de 16 e 32 bits usada em aplicações com IA, pode fazer isso em apenas alguns dias.

O projeto de US$ 146 milhões foi um esforço conjunto entre o Centro de Computação Científica de Pesquisa Energética dos Estados Unidos, a Nvidia e a Hewlett Packard Enterprise. E embora começar a mapear o universo possa ser uma vitória que já fará ter valido a pena, a equipe do Perlmutter vê essa aplicação apenas como o começo.

“A capacidade do Perlmutter de fundir IA e computação de alto desempenho levará a avanços em uma ampla gama de campos, desde a ciência de materiais e a física quântica até projeções climáticas, pesquisa biológica e muito mais”, disse o CEO da Nvidia, Jensen Huang.

img

FOTO CORTESIA DA NERSC

Advertisement

Advertisement

Related Content

Advertisement