As pontes de Londres estão caindo

Financiamento essencial para reparos de infraestrutura icônica

 

the Edge

img
img

ACIMA, FOTO DE CORTESIA DE DO HAMMERSMITH & FULHAM COUNCIL. ABAIXO, FOTO DE BIM/ISTOCK/GETTY IMAGES PLUS

Ponte de Hammersmith e Ponte de Londres, abaixo

Uma década de austeridade económica está cobrando o preço das pontes públicas de Londres. No ano passado, vários fechamentos despertaram a ira e a preocupação de moradores frustrados. A Ponte de Hammersmith, a Ponte de Vauxhall, a Ponte da Torre de Londres e a Ponte de Londres foram, todas, fechadas, por motivos que vão desde falhas mecânicas a reparos urgentes e corrosão estrutural.

O projeto de reparos de £ 5 milhões da Ponte de Londres foi concluído em setembro, um mês antes do esperado. Porém, encontrar financiamento de projetos permanece muito mais difícil para outros casos. Recuperar totalmente a Ponte de Hammersmith, do século 19, que foi fechada para veículos em abril de 2019 e para pedestres em agosto de 2020, custaria cerca de £ 141 milhões. Estabilizar a ponte o suficiente para os pedestres custaria £ 46 milhões, e construir uma ponte temporária poderia custar £ 27 milhões. Porém, tanto o proprietário da ponte (o Hammersmith & Fulham Council) como a autoridade de transporte local não tem recursos para aprovar os reparos completos.

Os proprietários da ponte escreveram um apelo em carta aberta ao Primeiro-Ministro Boris Johnson para financiamento do projeto. Mas “prometer construir coisas brilhantes para o futuro é mais atraente do que pavimentar estradas ou consertar pontes”, disse Tony Travers, professor do departamento de governo da London School of Economics, ao T he New York Times. Durante sua eleição, o Primeiro-Ministro prometeu financiar projetos como uma ferrovia de alta velocidade de US$ 130 bilhões.

Ainda assim, o impulso pode estar no horizonte. Em setembro, o governo lançou uma força-ta-refa liderada por Dana Skelley, ex-funcionária do Transport for London que liderou o plano de modernização de estradas de £ 4 bilhões antes das Olimpíadas de Londres, para desenvolver um plano de reparos para a Ponte de Hammersmith.

The Edge escrito por: Ambreen Ali, Amanda Hermans, Steve Hendershot, Jen Thomas e Amy Wilkinson

Advertisement

Advertisement

Advertisement