Momento da verdade

Perguntamos à comunidade de gerenciamento de projetos: Como você se adaptou - e aplicou as lições aprendidas - durante a pandemia?

 

Perguntamos à comunidade de gerenciamento de projetos: Como você se adaptou e aplicou as lições aprendidas durante a pandemia?

img

ZOFF-PHOTO/ISTOCK/GETTY IMAGES PLUS

FICAR À VONTADE

Duas qualidades me ajudaram atravessar a turbulência: aceitação e adaptabilidade. Tenho sucesso no escritório, onde me concentro melhor e prefiro a interação face a face. Agora, pela primeira vez na minha vida, estou embarcando em um novo emprego, em um novo setor, de forma inteiramente remota, e ainda não pude conhecer ninguém pessoalmente. Mas, depois de um mês, estou em paz com isso. Aceitei que esse é o novo normal e me adaptei, reconhecendo as vantagens de trabalhar em casa — como uma alimentação mais saudável — que me recusei a ver no passado.

— Irina Barsky, PMP, gerente de projeto, MongoDB, Amsterdã, Holanda

PROMOVER O CONHECIMENTO

Quando a pandemia chegou, algumas mudanças organizacionais realmente se destacaram: nossa transformação digital anterior à COVID-19, forte continuidade de operações e programas de gerenciamento do conhecimento que já tínhamos em vigor. Ativamos uma forçatarefa para a pandemia no início, em 22 de janeiro. Precisávamos mostrar resiliência, e a espinha dorsal da resiliência é o conhecimento. Caso em questão: Uma demonstração da biblioteca de conhecimento virtual em estilo “wiki” que conduzi em setembro foi eletrizante, trazendo três vezes mais participantes do que os convidados inicialmente.

— Benjamin Anyacho, PMP, gerente de projeto sênior, Departamento de Transporte do Texas, Austin, Texas, EUA

ELEVAR O ACESSO

Eu liderei recentemente um projeto complexo e crítico para os negócios: a migração física do ambiente da cadeia de suprimento de nossa empresa, conduzida por nossos parceiros na Malásia. Quando a Malásia entrou em lockdown três dias antes da entrada em operação, tivemos que fazer uma pausa imediatamente. Para aliviar a incerteza e aumentar o moral da equipe, engajei a equipe e a liderança sênior constantemente com a ajuda de ferramentas remotas e influência informal. Criamos bate-papos em grupo com o comitê diretivo que, com o tempo, tornaram-se mais leves e envolventes. Essa abordagem nos deu acesso fácil à liderança sênior para obter um consenso sem ter que verificar a agenda de todos para uma reunião de grupo. Isso não apenas aumentou nossa velocidade de tomada de decisão, como também nos ajudou a perceber que um equilíbrio entre o envolvimento formal e informal, auxiliado pela tecnologia, será fundamental para o novo padrão. E concluímos a implementação com sucesso na mesma semana em que o lockdown da Malásia foi aliviado.

— Geetha Gopal, PMP, gerente sênior de projetos de infraestrutura, Panasonic Asia Pacific, Singapura

PONTO DE INFLEXÃO

Asituação tornou o invisível visível, motivounos a sair da nossa zona de conforto e nos impulsionou a acelerar as mudanças que não queríamos implementar. Obrigou-nos a eliminar o desperdício, principalmente em termos de gerenciamento do tempo e reuniões eficazes. E nos encoraja a entender o que realmente significa ser ágil. Realmente, isso não é novidade. Este mundo existe há muito tempo: simplesmente não estávamos prontos para aceitar viver nele.

— Sergio Luis Conte, PMI-ACP, PMI-PBA, PMP, é líder de funções de capacitação de DevSecOps, PepsiCo América Latina, Buenos Aires, Argentina

LIGAÇÕES COMPARTILHADAS

Essa pandemia me ajudou a reforçar minhas habilidades de comunicação e me lembrou que a empatia é essencial. Para isso, comecei a adicionar mais recursos visuais e cores diferentes aos meus e-mails para apelar às emoções das pessoas. Nas teleconferências, tentei ser mais focado e articulado, e me tornei mais flexível em relação à pontualidade e ao ruído de fundo. Aprendi a ouvir mais atentamente o tom de voz de uma pessoa. E, no início de uma chamada, comecei a usar a ferramenta de compartilhamento de tela para exibir a foto de uma paisagem ou monumento tirada por um dos membros da equipe participante, permitindo-nos ‘viajar’ virtualmente e começar as coisas com uma nota positiva.

— Yasmina Khelifi, PMI-ACP, PMP, gerente sênior de projetos, Orange, Paris, França

APROVEITAR AS OPORTUNIDADES

A maioria de nós teve sorte porque estávamos equipados com duas coisas: as ferramentas e os recursos para ficar sempre conectados com o mundo e o tempo. O tempo é o grande presente do lockdown. Tentei capitalizar isso investindo em novas ferramentas de aprendizagem profissional com foco em contextos não preditivos e em treinamentos que exercitassem minha capacidade de resiliência. Ganhei novas certificações de scrum que me deram um conhecimento mais profundo para aplicar o framework do ágil. Participei de webinars semanais organizados pelo PMI. E estou aprendendo um novo instrumento musical.

— Eleonora Pappalardo, PMP, consultora de projeto, Concept Quality Reply, Milão, Itália

Veio para ficar

As organizações estão se adaptando para continuar prosperando em meio às novas normas do local de trabalho.

img

Advertisement

Advertisement

Related Content

Advertisement